Página Inicial

 

ESUDA

 

Dicas para garantir um bom desempenho no dia da prova

Dicas para garantir um bom desempenho no dia da prova

Como se preparar antes das provas:

  • Leia jornais e revistas porque os temas sociais e atuais têm predominado nas principais avaliações do país nos últimos anos. A leitura também ajuda a aumentar o vocabulário.
  • Tire as dúvidas antecipadamente com o seu professor sobre as questões específicas do seu curso. Dúvidas na hora da prova só aumentam a ansiedade, o que será prejudicial nesse momento.

No dia do Exame

  • Procure controlar o tempo. Atenção para não gastar muito tempo em uma questão difícil, enquanto que o mesmo tempo poderia lhe garantir várias questões mais fáceis.
  • Antes de passar as respostas para o gabarito, verifique se não esqueceu de resolver ou pulou alguma questão.
  • Há quem diga que reler a prova na hora de entregar as respostas gera muitas dúvidas e você poderá ser tentado a mudar algumas. Se achar MESMO que alguma resposta deva ser mudada, faça-o; entretanto se tiver dificuldade em se decidir por duas respostas não mude a que marcou da primeira vez. Só mude a resposta se tiver certeza de que estava errada.
  • Preste muita atenção na hora de transcrever as respostas da prova para o gabarito. Erro nesse momento é desastroso.
  • Inicie sua prova pelas questões discursivas, em seguida responda as objetivas.

Questões discursivas

  • Destine a essas questões um tempo maior, em relação às questões objetivas, pois terá melhor desempenho quem souber redigir e estruturar bem suas ideias. Para responder corretamente as questões discursivas, você deve:

    • Identificar claramente a situação ou problema proposto: O que é mesmo que a questão está solicitando? Qual o assunto ou conteúdo envolvido? Atentar para o enunciado ou comando: compare, analise, justifique, cite, exemplifique, retire do texto etc. Fazer o que o enunciado pede é fundamental, estrutura inadequada muitas vezes acaba zerando a questão;
    • Associar a situação identificada a um conjunto de princípios, leis e generalizações que explicam ou solucionam o problema;
    • Identificar aspectos relevantes e secundários. Este certamente é um dos pontos fundamentais - e um dos mais difíceis - para bem responder a questões discursivas. Como há limitação de tempo e, sobretudo, de espaço (a questão só pode ser respondida dentro do espaço próprio a ela destinado), o aluno deve decidir quais aspectos da questão devem ser explicitados, quais podem apenas ser referidos ou mencionados e quais podem ser omitidos. A capacidade de avaliação e de discernimento do aluno, nesse julgamento, é crucial para a atribuição dos pontos ou conceitos, por parte do examinador;
    • Estabelecer um esquema ou estratégia de abordagem da situação: decidir os passos e caminhos a serem percorridos;
    • Formular a resposta na linguagem verbal ou simbólica adequada à situação, atentando para o vocabulário e terminologia técnica apropriada, observando as seguintes especificações: faça períodos curtos, pois os longos podem tornar o texto confuso e criar problemas de coesão e coerência;
    • o A clareza e a objetividade são itens muito importantes;
    • Evite a repetição e nada de gírias;
    • Corrigir o rascunho antes de passar a limpo é uma boa medida. Rasuras só no rascunho;
    • Responda as questões com tranquilidade, mas controle o seu tempo.

Questões objetivas

  • Faça, primeiramente, as questões mais fáceis, aquelas que você sabe a resposta diretamente, sem muita conta ou muito que pensar. Evite perder tempo com questões que você julgar difícil.
  • Deixe por último às questões objetivas que tenha dúvidas.
  • Elimine de início as alternativas que se mostrem estranhas ao assunto enfocado.
  • Busque as alternativas que apresentem maior coerência com o conteúdo cobrado.

SIGA-NOS

     

(81) 3412.4242

© 2012 FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS - ESUDA. Rua Bispo Cardoso Ayres, S/N - Santo Amaro, Recife - PE